terça-feira, 8 de agosto de 2017

Polícia Civil fecha a maior fábrica clandestina de linha chilena em Belo Horizonte

Após a morte do menino Breno, de 4 anos, em Ibirité, que causou grande comoção social, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) intensificou as investigações contra o comércio de linha chilena no Hipercentro de Belo Horizonte e fechou, na tarde de sexta-feira (4), uma fábrica clandestina de linha chilena no bairro Vista Alegre, sendo a maior já encontrada no Estado. Na ação, foi presa em flagrante Vanessa de Fátima Teodoro Neto e apreendidos, no local, 11 maquinários para produção de linha chilena, 74 frascos de cerol, além de pó químico de mistura de vidro e 50 mil metros de linha chilena.

Outras informações serão repassadas à imprensa, na tarde desta terça-feira (8), pelo Delegado Regional, Marcelo Cali.

Aguarde reportagem completa: http://radardovalemg.com
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade única dos autores.